Edgar Morin

     Mais que filósofo, sociólogo, epistemólogo, Edgar Morin é um pensador contemporâneo transdisciplinar. Intitula-se “um contrabandista dos saberes” por transitar nas diversas áreas promovendo o diálogo entre as ciências e a busca das relações entre todos os tipos de pensamento. É diretor emérito de pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS); fundador do Centro de Estudos Transdisciplinares, Sociologia, Antropologia e História (CETSAH) da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (EHESS) de Paris e presidente da Associação pelo Pensamento Complexo (APC). Escreveu mais de meia centena de livros e artigos.

capa_livro.JPG
Introdução

    Os sete saberes necessários à educação do futuro não têm nenhum programa educativo, escolar ou universitário. Aliás, não estão concentrados no primário, nem no secundário, nem no ensino universitário, mas abordam problemas específicos para cada um desses níveis. Eles dizem respeito aos setes buracos negros da educação, completamente ignorados, subestimados ou fragmentados nos programas educativos. Programas esses que, na minha opinião, devem ser colocados no centro das preocupações sobre a formação dos jovens, futuros cidadãos.

Clique no livro e baixe o artigo

conheça:

os sete saberes necessários à educação do futuro